terça-feira, 24 de março de 2015

Executivo encaminha para a câmara de vereadores projeto de reajuste salarial de 8,01% para servidores públicos O maior reajuste das prefeituras da região Secretários Municipais não receberão o 13º salário

Foi protocolado na Câmara nesta quarta-feira (18) pelo Executivo Municipal o Projeto de Lei contendo os índices de reajuste salarial dos servidores públicos de Arroio Grande, neste ano de 2015.
 De acordo com a proposta do Executivo, os reajustes serão assim distribuídos:
Recomposição na ordem de 3,96% de acordo com o índice IGP-M de fevereiro de 2014 até janeiro de 2015;
Reajuste de 1% a partir de março de 2015;
Reajuste de 3,5% a partir de setembro de 2015;
Aos profissionais do magistério público municipal será concedido o reajuste de 13,01% a partir de março/2015, índice que já abarca a recomposição da perda inflacionária e o aumento real.
O aumento cumulativo e paulatino, no valor mensal do vale alimentação totalizando 6% de aumento real desta verba.
A proposta foi aceita pelos servidores municipais que discutiram em Assembleia realizada no dia 17/03/2015 e aprovaram por maioria.

Contenção de despesas para garantir melhores salários
O objetivo de priorizar as melhores condições de vida para a população e também para os trabalhadores que garantem o bom funcionamento da máquina pública, vem sendo a principal motivação da equipe de governo que realizou estudos financeiros para atingir a melhor proposta de reajuste ao funcionalismo, sem prejudicar os demais setores da administração.
Várias medidas estão sendo adotadas como forma de contenção de despesas e, uma delas, foi encaminhada à Câmara Municipal em Porjeto de Lei que autoriza o poder executivo municipal a não realizar , no exercício de 2015, o pagamento da gratificação natalina aos secretários municipais. “Todos precisam dar a sua contribuição para a saúde financeira do município durante esse duro período de crise econômicanacional. Os secretários, que trabalham dia e noite para realizar suas tarefas, estão contribuindo e dando exemplo de boa política, numa era de crise moral em que o país atravessa”, enfatiza o prefeito Luis Henrique.

EDUCAÇÃO Mais duas salas de aula na escola Leonel Brizola As mudanças estruturais no prédio começaram em 2013

A Escola Municipal de Educação Infantil Leonel de Moura Brizola recebeu mais duas salas de aula novinhas que foram inauguradas na manhã de terça-feira (17).
A presença do prefeito Luis Henrique Pereira da Silva, secretários municipais, vereadores, diretoras das demais escolas e direção da escola marcou mais uma etapa de qualificação da educação básica do município. As duas novas salas abrem a possibilidade de antender 80 crianças divididas nos dois turnos. É o caminho para atingir as metas exigidas por Lei.
A Escola Leonel vem recebendo reformas desde o ano de 2013 quando o Ministério Público foi acionado devido às precárias  condições estruturais do prédio. Desde então foram realizadas as reformas necessárias para garantir a segurança de alunos e professores.
A escola atende cerca de 185 crianças de vários bairros da cidade. De acordo com informações da diretora Elciete Brum, as vagas oferecidas em geral são todas preenchidas, “ainda existe muita procura na parte da creche e acreditamos que, com a conclusão da nova escola (Escola Padre Neves no bairro Santana), essa demanda será suprida e Arroio Grande estará sendo atendido satisfatoriamente nesta área,” enfatiza.

Fogo atinge supermercado da cidade

Por volta das 23horas de segunda-feira (16) os vizinhos sentiram o cheiro forte de fumaça e chamaram os proprietários do Comercial Avenida que, assim que chegaram ao local constataram um princípio de incêndio que provavelmente começou em balcão de laticínios. Os bombeiros de Arroio Grande e Jaguarão foram acionados e conseguiram conter o fogo diminuindo consideravelmente os estragos.
Na manhã de terça-feira, trabalhadores fizeram a remoção dos produtos e equipamentos danificados e a comunidade se solidarizou com os proprietários e funcionários do estabelecimento desejando a pronta recuperação dos prejuízos causados que, embora somente econômicos, abalaram a todos.

Rural Prefeito Henrique recebe lideranças dos pequenos produtores

Lideranças dos Assentamentos Novo Arroio Grande e Santana mantiveram audiência com o Prefeito Henrique e apresentaram pauta com demandas das referidas comunidades. O encontro promovido no Gabinete Oficial contou com a presença do vice-prefeito Ivan Guevara e dos secretários da Educação, da Saúde e de Finanças.

Os assentamentos estão localizados na chamada zona alta do município e uma das reivindicações dos pequenos produtores diz respeito as condições das estradas e dos corredores de acesso às propriedades. O prefeito explicou que parte da equipe da secretaria municipal de Obras está cumprindo cronograma de ações na região dos assentamentos e que os pedidos pontuais serão atendidos após o cumprimento deste cronograma.

   Representando o Conselho da Escola Municipal 11 de Setembro, localizada no Assentamento Novo Arroio Grande, Juliana Silveira Souza, solicitou mudanças no comando da escola já que,segundo ela, não há interação entre alunos pais e a própria direção. Justificou que nos últimos meses tem sido registrado diminuição no número de alunos na Instituição por solicitação de transferências.

O Secretário Municipal de Educação José Roberto Hernandez falou sobre os investimentos previstos para este ano na comunidade escolar dos assentamentos. Disse que as ações do Governo Municipal são tomadas sempre em conjunto com a sociedade arroiograndense e que as decisões referentes a zona rural não fogem esta regra.

Sobre o assunto, o prefeito acrescentou que as reivindicações serão estudadas uma a uma e que o melhor para a coletividade será considerado acima de qualquer outra vontade. Henrique falou das aquisições de novos veículos para atender o transporte escolar do interior e que o investimento com recursos próprios visam qualidade e segurança para as crianças e os jovens estudantes.

Foram tratados, ainda, assuntos ligados à área da saúde. O secretário Inácio Lima falou da organização do cronograma da Unidade Móvel Médica Odontológica para os assentamentos e da recuperação do prédio do Posto Médico naquela comunidade. O secretário ponderou que a crise financeira que afeta o Estado Gaúcho está refletindo diretamente nos investimentos municipais e que isso tem obrigado ao Poder Executivo reavaliar algumas metas.

Nas próximas semanas será agendada uma nova reunião entre os pequenos produtores e o Executivo Municipal. Henrique definiu o encontro com uma frase: “Por mais que a equipe de Governo se esforce para cumprir suas metas, as demandas pontuais surgem cotidianamente e isso se resolve interagindo com as comunidades envolvidas”.

ARROIO GRANDE TEM CONTEMPLADOS NO NFG:

 Através do Programa da Nota Fiscal Gaúcha os cidadãos acumulam pontos sempre que solicitarem a inclusão do número do seu CPF no documento fiscal no momento de suas compras em estabelecimentos participantes. Os pontos serão convertidos em bilhetes que possibilitam a participação em sorteios mensais de até R$ 500 mil (meio milhão de reais)
No último sorteio realizado no dia 26 de fevereiro de 2015, cinco pessoas de Arroio Grande foram contemplados:
Desiderio Teixeira Camisa; Luceni Vieira Galho; Márcia Horner Ferreira; Renata Gonçalves dos Santos; Vera Maria Cardozo Borges.

Perdidos no tempo e no espaço!

A comunidade de Arroio Grande, que acompanha os pronunciamentos no plenário legislativo do município, tem percebido que alguns vereadores insistem em afirmar que a cidade onde moram não é a mesma do prefeito.

Naquela - onde vivem os vereadores da oposição - existe um caos em todas as áreas: o recolhimento do lixo e a sua armazenagem precários, a limpeza e a conservação das ruas e das avenidas é péssima, as estradas rurais são uma vergonha, o transporte escolar um fiasco. Enfim, abandono total, descaso e incompetência é o que nossa cidade vem sofrendo na visão destes vereadores que apregoam toda semana a sua insatisfação.

Pois bem, parece que não é somente em outra cidade que vivem os oposicionistas. Também vivem em outro tempo, que não o atual. Talvez em meados de 2011, quando o município recebia vultosos montantes em dinheiro do governo federal para recuperação de estradas e bueiros e, dos quais não conseguiu prestar contas suficientemente, o que resultou a REJEIÇÃO DAS CONTAS DE GOVERNO daquele exercício (2011). Aliás, o TCE também rejeitou as contas de governo cheias de irregularidades de 2012, último ano do PDT no governo.Naquele tempo (2011) havia dinheiro sobrando o suficiente para que os contratos fossem tratados com abandono total, descaso e incompetência.

Voltemos então aos árduos tempos atuais. O governo federal chama os prefeitos para dar-lhes o parecer: 2015 será um ano difícil, sem dinheiro, com prováveis atrasos nas verbas já contratadas, aconselha a não começarem obras previstas, pois não há garantias de que os contratos serão cumpridos. Outros tempos.

Assim como toda a população brasileira está apreensiva e controlando gastos, economizando água, luz, consumindo menos, também o poder público precisa ajustar suas contas e gastos para poder cumprir metas e efetuar pagamentos sem atrasos. Esse é o cenário atual: estamos todos pagando as contas de irresponsabilidades anteriores.
Em tempo:
As contas públicas do exercício de 2013 - gestão do prefeito Luis Henrique Pereira da Silva - foram aprovadas por unanimidade pelo Tribunal de Contas do RS. Outros tempos.

Lembrando:
Os auditores do Tribunal de Contas concluíram, com base no mapa do município de Arroio Grande, que havia 603 km de estradas rurais. O município  - em 2011 - contratou uma empresa para realizar reformas em 895 km de estradas rurais e acabou pagando o valor equivalente a reforma de 952 km! Significa que, foram restaurados 349 km de estradas fantasmas!
E mais: Em contrato de prestação de serviços celebrado pelo município de Arroio Grande, em 2011, referente à execução de Bueiro no Empedrado vão 40m na estrada do Rodado, Bueiro vão 3m na região do Liscano e ponte de madeira, obras das quais os auditores concluíram ter havido superfaturamento de R$37.500,00.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Contas aprovadas

       O Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul emitiu parecer favorável às contas do Exercício 2013, sob responsabilidade do prefeito Luis Henrique Pereira da Silva.
         As contas de Governo dos anos de 2011 e 2012 foram rejeitadas pelo TCE, e o ex-prefeito condenado à ressarcir aos cofres públicos mais de meio milhão de reais devido à irregularidades consideradas onerosas aos cofres públicos.

Inscrições para curso de instrutor de trânsito da UCPel encerram na terça (17)

            A Universidade Católica de Pelotas (UCPel) oferece curso de formação para interessados em trabalhar como instrutor de trânsito. A qualificação é necessária para a atuação em empresas credenciadas pelo Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (DETRAN/RS), especialmente nos Centros de Formação de Condutores (CFC's). As inscrições podem ser feitas até o dia 17 de março no site ucpel.edu.br/extensao.
            Podem participar maiores de 21 anos, com Ensino Médio completo, habilitado, no mínimo, há dois anos e aprovado em avaliação psicológica para fins pedagógicos. O curso é presencial e terá carga horária total de 180h. As aulas ocorrerão de segundas a sextas-feiras, das 19h às 23h, e estão previstas para iniciar ainda no mês de março. O valor total do curso é de R$ 1.500,00, que pode ser parcelado em até três vezes.
            Mais informações estão disponíveis no mesmo site das inscrições.