sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

HERVAL: Funcionários da Secretaria de Obras recebem uniformes

Funcionários da Secretaria de Obras recebem uniformes

O Prefeito Municipal, Ildo Roberto Lemos Sallaberry, juntamente com o vice-prefeito Luiz Alberto Perdomo e o secretário de Obras e Mobilidade Urbana e Rural Oliver Soares Dutra fizeram a entrega de uniformes aos funcionários da referida secretaria para dar identidade funcional aos servidores. 
“Nossa ideia é identificar o funcionário em seu ambiente de trabalho considerando a necessidade de disciplinar e garantir a manutenção da imagem, os padrões de atendimento ao público e zelar pela conduta ética na organização”, ressalta Sallaberry.
As peças de alta qualidade foram confeccionadas em material resistente, com identificação da secretaria e brasão do município de Herval. Os uniformes disponibilizados foram calça, jaleco e coturno, que deverão ser utilizados com responsabilidade, sendo feita a conservação dos mesmos pelos servidores.

Nívea Bilhalva de Oliveira
Assessoria Imprensa
Prefeitura Herval

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

LEILÃO: Camarotes são vendidos com o preço máximo de R$1.700,00

Em leilão realizado na terça-feira (3), no Centro de Cultura Basílio Conceição, foram vendidos 31 dos 35 camarotes do carnaval 2015. Com o preço mínimo de R$1.100,00 foram abertos os lances e o preço médio ficou em torno dos R$1.500,00. Porém alguns camarotes mais cobiçados chegaram a valer R$1.700,00. Após realizarem a pré-inscrição os participantes compareceram e adquiriram na hora o seu espaço, através da equipe da Secretaria Municipal da Fazenda disponível no local para a realização dos recebimentos dos valores.
Ficaram 4 camarotes remanescentes que serão leiloados no próximo dia 6 de fevereiro, conforme edital: os de números 37, 38, 39 e 40. O lance mínimo continua sendo de R$1.100,00 e as regras para esse leilão continuam as mesmas.

Carnaval Surge a LIGA DOS BLOCOS de Arroio Grande

Um momento significativo da história do carnaval de Arroio Grande, na segunda-feira dia 2 de fevereiro reunidos no Centro de Cultura Basílio Conceição, os coordenadores dos Blocos de Arroio Grande deram início à criação da LIGA DOS BLOCOS.
Duas reuniões anteriores já aconteceram onde a ideia foi sendo discutida e convocados os demais represen
tantes das diversas agremiações.
Segundo o Secretário de Cultura Sidney Bretanha, a ideia da criação da Liga vem da necessidade da organização deste segmento importante e numeroso do carnaval. “- As manifestações que aconteceram no mês passado, deram uma ideia da força que esse conjunto da sociedade tem, por isso é preciso aproveitar esse momento de mobilização para organizá-los”, diz Bretanha.
Os principais objetivos da criação da Liga são adquirir uma melhor interlocução entre os blocos e o poder público - organizador do carnaval - e assim atender as suas demandas como dias e horários de desfiles, o encontro de blocos que acontece anualmente, e a participação na programação do carnaval.
Nesta segunda-feira foi escolhida uma direção provisória que será responsável pela discussão e montagem do Estatuto, além de já representar os blocos neste carnaval de 2015, onde o presidente é Anderson Mendes (Bloco Bohemios), o vice é João Vitor Martins (Bloco DNA) e secretária é Isabel Morales (Bloco A Luluzinha), além destes, cada bloco tem um representante na diretoria. Estiveram presentes os representantes do Bloco do Caroço, As Venenosas, DNA, Bohemios, A Luluzinha, Cirroses, Barce, Embaixadoras do Mé e Estrela Preta. Os demais blocos que não estavam presentes estão sendo convocados a participar da Liga que tem a função inclusiva, pretendendo agregar a todos. No próximo domingo (8) acontece o encontro anual de blocos a partir das 16horas no Acampamento Farroupilha com o apoio da prefeitura municipal.

SHOW NACIONAL - Antonio Villeroy, autor de sucessos como “Garganta” e “Pra rua me levar”, no aniversário de Arroio Grande

Antonio Villeroy é o compositor gaúcho mais gravado no Brasil depois de Lupicínio Rodrigues. Começou sua carreira musical no início dos anos 80 em Porto Alegre. Possui seis CDs e um DVD autorais lançados e cerca de 150 canções gravadas nas vozes de outros intérpretes e parceiros musicais,como Ana Carolina, Chiara Civello, Gal Costa, Ivan Lins, Jesse Harris, João Donato, John Legend, Luiza Possi, Maria Bethânia, Maria Gadu, Mario Biondi, Mart’nália, Moska, Pauli Lima, Preta Gil, Seu Jorge e Ziz  Possi, entre outros. Nesse anos de carreira, levou sua música para  todo Brasil e para diversos países das Américas, Europa e África, muitas vezes apenas acompanhado de seu violão, mostrando suas criações. Nesse formato já se apresentou para públicos de até 30 mil pessoas.
Música em 
cinema e novelas
Suas criações são presença constante no cinema e televisão Filmes Brasileiros:
 Amores Possíveis (Sandra Werneck, 2001) Sexo Amor e Traição (Jorge Fernando, 2005) Casamento de Romeu e Julieta (Bruno Barreto, 2006) Divã (Daniel Filho) Sonhos Roubados (Sandra Werneck) Enquanto a Noite Não Chega (Beto Souza e Renato Falcão)
Filme Americano : Neptune’s Rocking Horse (Robert Tate).
Novelas:   Já teve mais de 20 canções em novelas da Rede Globo, Record, Band e SBT. Recentemente, sua canção Recomeço foi tema da novela Em Família, no horário das nove da Rede Globo.
SAMBOLERIA
Samboleria é o sétimo CD autoral de Antonio Villeroy. Como o próprio nome sugere, o disco apresenta uma ênfase em sambas e ritmos de sabor latino, não apenas com referências à região do pampa onde nasceu o compositor, mas também acrescidas de cores centro americanas.
No repertório, canções inéditas em português e espanhol, apresentando parcerias com Moraes Moreira (Ponto Com e Sem) , João Donato (Uni Duni Tê em que João faz participação especial tocando seu  inconfundível piano). o americano Don Grusin (também atuando no CD em El Guion), o cubano Descemer Bueno e o colombiano Jorge Villamizar, entre outros artistas.

O disco conta ainda com as participações especiais de Mart’nalia e da cantora argentina Dolores Solá. Martina canta com Antonio o samba bossa canção, Germinal do Samba, que conta um pouco da história do gênero musical brasileiro por excelência e Dolores, que faz parte da nova cena tangueira de Buenos Aires, divide o microfone na canção título do disco.
EM ARROIO GRANDE:
Antonio Villeroy faz show no Centro de Cultura Basílio Conceição no dia 23 de março, dentro da programação de aniversário da cidade, numa promoção da Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Cultura. Os ingressos estarão à venda no valor de R$20,00 + 1kg de alimento não perecível (antecipados). Na hora custarão R$25,00 + 1kg de alimento.

Confira a apresentação de Villeroy no espaço La Mancha em Jaguarão:
https://www.youtube.com/watch?v=bno_Ni3dZfI

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Estudo do TCE-RS aponta carência de vagas na educação infantil

Um estudo divulgado nesta quinta-feira (29) pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) revela que os municípios gaúchos precisam criar 196,4 mil novas vagas em creches e pré-escolas para atender as metas do Plano Nacional de Educação (PNE). Na pré-escola, que atende crianças na faixa etária entre 4 e 5 anos, há carência de 86,6 mil vagas, enquanto que na creche, para crianças entre 0 e 3 anos, o número chega a 109,8 mil.
Para o presidente do TCE-RS, Cezar Miola, a divulgação dos dados estimula o controle por parte da sociedade. “O levantamento identifica as carências existentes, propiciando que a população acompanhe as ações do poder público”, disse. O presidente destaca ainda que a  qualidade da oferta desse serviço pelo poder público tem impacto direto no futuro das crianças, principalmente daquelas em situação econômica desfavorável. “Na maioria das vezes, essas vagas são única forma de acesso à educação infantil. Sabemos que os municípios com melhores taxas de atendimento das crianças de 0 a 5 anos também são os que apresentam maiores médias  das notas nas séries iniciais. Esse é um exemplo das inúmeras vantagens de se investir cedo na educação”, concluiu.
Desde 2008, o TCE-RS avalia a situação da educação infantil nos municípios gaúchos. Neste ano, o estudo aponta também a duração da jornada de atendimento dos estabelecimentos. De acordo com o levantamento, o atendimento em tempo integral nas creches é, em média, de sete a doze horas em 61,77% dos municípios. A situação se inverte na pré-escola, em que 80,68% dos municípios têm carga horária menor do que 7 horas diárias, com preponderância de 4 horas.
Entre os anos de 2008 e 2013, o aumento das matrículas na educação infantil no Rio Grande do Sul foi de 30,81%,  superior à variação positiva verificada no Brasil que alcançou 12,12%. As creches tiveram um melhor desempenho, com taxa de atendimento de 27,7%, alcançando o 6º lugar no ranking nacional. Já na oferta da pré-escola, com taxa de atendimento de 69,4%, o Estado está na penúltima posição, em 26º lugar.
O levantamento  traz ainda informações detalhadas de cada um dos 496 municípios, como o Produto Interno Bruto, a receita per capita de impostos e o coeficiente de Gini, que mede a desigualdade de distribuição da renda, o percentual de crianças residentes na zona rural e urbana, a renda média domiciliar, o percentual de crianças em situação de pobreza e a análise individualizada dos recursos aplicados na área. O município de Pinto Bandeira não foi analisado, já que não há cadastro oficial da população de 0 a 5 anos. O estudo foi organizado pelos auditores públicos externos Hilário Royer e Débora Brondani, com a coordenação do diretor de Controle e Fiscalização, Leo Arno Richter.
Saiba mais:
Metas do PNE para a educação infantil: até 2016, todas as crianças de 4 a 5 anos de idade devem estar matriculadas na pré-escola. A meta estabelece, também, que a oferta de educação infantil em creches deve ser ampliada de forma a atender, no mínimo, 50% das crianças de 0 a 3 anos até 2024.