quinta-feira, 24 de abril de 2014

Domingo de Páscoa no Interior do Município

Algumas das atividades envolvendo as festividades de páscoa em nosso município também movimentou o interior. No domingo de páscoa na parte da manhã o prefeito Luis Henrique Pereira fez visitas às localidades do Posto Branco e Passo do Simão onde entregou algumas cestas de páscoa e também aproveitou para abraçar os moradores, ouvir algumas reivindicações e “rever amigos” como ele próprio definiu.
Na parte da tarde o destino foi Santa Isabel, onde naquela localidade acontecia uma grande festa de páscoa, no “Salão da Zulma”,  com a participação de inúmeras crianças e a presença de vários moradores. Também estiveram lá a Primeira Dama Eliane Antunes, o chefe de gabinete Cláudio D’ávila  e o Subprefeito de Santa Isabel Guingo.


Pracinha dos esportes precisa de luz

Um dos melhores locais para o lazer em Arroio Grande está precisando de uma atenção especial. A Pracinha dos esportes possui uma quadra de futebol e uma quadra de voleibol além da pista de skate e de ser privilegiada com muitas árvores de sombra.
Mas alguns moradores queixam-se da falta de iluminação que impede o melhor aproveitamento do local para a prática desportiva ou até mesmo para um chimarrão entre amigos ou família. Refletores e podas nas árvores podem fazer com que o lugar seja redescoberto pela comunidade, tornando-o parte de seu dia-a-dia e afugentando possíveis problemas com drogas ou violência.

Internet Prefeitura investe na informatização das escolas municipais

O Poder Executivo Municipal está colocando em prática o projeto que prevê a informatização das escolas municipais onde direção, professores e alunos possam dispor da informatização gratuitamente em seus respectivos educandários.

Neste primeiro momento foram disponibilizados cinco pontos de internet para a escola “11 de Setembro”, no interior do município, e na sede às escolas Neir Horner da Rosa, Creche Edgar Dutra Lisboa, Silvina Gonçalves e Presidente João Goulart. O departamento de Informática da Prefeitura explicou que inicialmente a internet nestas cinco escolas fica a disposição da Direção e, posteriormente, o sinal será disponibilizado para o laboratório de informática de cada unidade.

Nas escolas João Goulart e “11 de Setembro” o serviço de internet foi reativado pelo município, já que há algum tempo o sinal era fornecido pelo Governo Federal até ser extinto.

Segurança Pública

Deputado cobra maior critério no remanejo de dois mil PMs do interior durante a Copa
Temendo avanço da criminalidade nos municípios do interior do estado, o deputado Giovani Feltes (PMDB) cobrou, nesta terça-feira (22), uma melhor avaliação do governo sobre a proposta de remanejar mais de dois mil brigadianos para Porto Alegre já a partir do dia 15 de maio. A transferência dos PMs durante 60 dias tem como objetivo reforçar o policiamento na capital durante a Copa do Mundo, porém o deputado alerta para os riscos de ampliar os casos de assaltos e ataques a caixas eletrônicos pelo interior. “É um erro comparar com o período de veraneio quando há uma migração de dois milhões de gaúchos para o litoral. Não haverá esta migração durante os jogos”, comparou Feltes.
Feltes observou que muitas comunidades já foram vítimas de ataques de quadrilhas reproduzindo situações que eram restritas ao nordeste do pais. “Já tivemos cidades onde a população virou refém dos bandidos a exemplo de ação de cangaceiros”, colocou o deputado, lembrando o crescimento de assaltos ao comércio, empresas e instituições bancárias em diferentes partes do RS.
Com a transferência de 2.063 PMs do interior, o atual efetivo da capital de 2.749 agentes praticamente dobrará durante estes dois meses. “Não podemos dispor de um policiamento padrão-Fifa apenas para os jogos da Copa”, criticou Feltes. O deputado reclama em especial da criminalidade na região do Vale do Sinos, Caí e Serra, “onde a insegurança está presente no dia a dia das pessoas”.

Clic Noturno 24 de abril


quinta-feira, 17 de abril de 2014

Município incentiva as Categorias de Base

Teve início nesta quarta-feira, 16 de abril, o Centro Municipal de Incentivo ao Esporte promovendo o futebol de campo para crianças e adolescentes de 10 a 15 anos. Na abertura estiveram presentes o Prefeito Municipal Luis HenriquePereira e a equipe técnica que irá conduzir o projeto.

O Projeto “Centro Municipal de Incentivo ao Esporte” (CMIE) é formativo e social. Objetivando que as crianças e os adolescentes tenham oportunidade de estarem socializando-se através do futebol. 
Com o apoio do Poder Executivo e da sociedade em geral, a iniciativa visa cumprir o sonho de incentivar crianças e jovens, resgatando o futebol de campo no município.
-“ Com a prática do futebol de campo, vamos orientar e ensinar nossos jovens, respeitando a individualidade biológica e o de cada um, utilizando o esporte como meio de socialização, inteiração e educação, desenvolvendo habilidades físicas, motoras, técnicas e éticas da prática do futebol. Sem esquecer o aspecto social, descobrindo novos talentos e dar ênfase as crianças mais carentes do nosso município, pois elas são as que mais precisam do esporte como fator de integração e inclusão social e participar de diversas competições no âmbito regional e estadual”, comentou o Diretor Municipal de Esportes, Hérris Medeiros.
PÚBLICO ALVO:
 Serão atendidos e beneficiados pelo “Centro Municipal de Incentivo ao Esporte (CMIE)”, crianças e jovens, com idade entre 10 e 15 anos, em duas categorias assim distribuídas:
Sub 13 – de 10 a 12 anos;
Sub 15 – de 13 a 15 anos.

REGIMENTO:
- O aluno inscrito no projeto CMIE deverá estar cursando o ensino fundamental ou médio;
- A participação do projeto deverá ter autorização formal dos pais ou responsáveis pela criança ou adolescente;
- Será de inteira responsabilidade dos pais a condução dos alunos para o local de treinamentos e o retorno as suas casas;
- Durante o desenvolvimento das atividades, os participantes estarão sob a responsabilidade dos professores;
- As atividades do projeto serão de três vezes por semana no turno vespertino.
- Os treinos acontecerão no Complexo Esportivo e Recreativo Ary Coelho Rodrigues, a partir das 14horas.

Presença do Prefeito na reunião da Câmara virou assunto da semana -Henrique Pereira apresentou números de investimentos que surpreendeu Oposição


O prefeito Luis Henrique Pereira da Silva (PP), acompanhado do seu secretariado, da Primeira Dama Eliane Antunes e do vice-prefeito Ivan Guevara, participou da reunião ordinária da Câmara de Vereadores, na última segunda-feira.

Entre os temas mais discutidos destacou-se a situação das estradas municipais. O prefeito Henrique iniciou apresentando dados oficiais sobre as precipitações ocorridas nos primeiros meses dos últimos anos no município. Os dados foram aferidos junto a COOPLANTIL, empresa especializada no assunto. O volume de chuva ocorrido em 2014, somente nos primeiros três meses, supera os índices dos quadrimestres dos anos anteriores.
-“Isso não serve como desculpa para as precárias condições de nossas estradas, mas justifica o fato de estarmos sofrendo as graves consequências neste momento de colheita em Arroio Grande”, comentou o prefeito.
Henrique pediu o apoio dos vereadores para que sejam resolvidos os problemas enfrentados pelos produtores. Disse que não é hora de se ver bandeiras partidárias, mas, sim, de se ter a responsabilidade de desempenhar as respectivas funções públicas em defesa da coletividade. Lamentou a falta de maquinário e de recursos das demais esferas governamentais.
-“Não gostaria de falar neste assunto aqui, mas se tivessem aplicado devidamente os recursos que vieram na gestão passada, certamente, nossas estradas não estariam em tão precárias condições. Isso não cabe a nós agora julgar, o que precisamos e estamos mobilizados e resolver a situação atual. Contamos com o apoio dos produtores e dos seguimentos envolvidos, inclusive, o Poder Legislativo”, completou Henrique.
Tranquilo e muito a vontade, o Chefe do Executivo arroiograndense respondeu a todos os questionamentos das duas bancadas de vereadores. Apresentou relatórios das ações do Governo Municipal em todas as áreas.
A presença do prefeito na reunião da Câmara repercutiu nos bastidores da política local. Henrique mostrou-se consciente das dificuldades que o município passa, principalmente, em relação a conservação das estadas, mas apresentou números que comprovam o quanto sua administração evoluiu e as grandes conquistas para a comunidade. Os investimentos com recursos próprios mostram a responsabilidade da atual administração na gestão do dinheiro do contribuinte.
-“Não se fazem milagres na administração pública, mas se faz administração pública com seriedade e competência, respeitando o dinheiro do cidadão. Nestes primeiros 15 meses de Governo economizamos sem deixar de atender as necessidades da população e o resultado estão nas obras realizadas com o dinheiro da prefeitura. Basta não desperdiçar ou desviar recursos que é possível sim construir um Arroio Grande maior e melhor... Isso é uma pequena amostra do que nossa administração fará ao longo dos quatro anos”, finalizou o prefeito Henrique.



Prefeito de Jaguarão terá de ressarcir R$ 165 mil aos cofres públicos

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), em sessão da 1ª Câmara da terça-feira (01/4), emitiu parecer favorável à aprovação das contas de 2011 do prefeito de Jaguarão, José Cláudio Ferreira Martins. Seguindo o voto do conselheiro relator do processo, Iradir Pietroski, o TCE-RS fixou débito de R$ 165,683,90 a ser ressarcido pelo atual gestor aos cofres do município.
O valor do débito, apurado pela auditoria do TCE, é relativo a pagamentos com sobrepreço de serviços de transporte e destinação final de resíduos sólidos. O TCE-RS determinou, ainda, multa de R$ 1,3 mil ao prefeito, decorrente da inobservância das normas de administração financeira e orçamentária. Da decisão cabe recurso em 30 dias a partir da publicação no Diário Eletrônico do Tribunal.

Projeto prevê escola aberta nas férias

O vereador IDI SIDATTA protocolou esta semana no Legislativo o Porjeto de Lei RECREIO NAS FÉRIAS, sendo que este projeto tem por finalidade ocupar as crianças do nosso município durante o recesso escolar.
A situação que mais preocupa o vereador IDI do SIDATTA no período de férias escolares são as crianças cujos pais trabalham todo dia e estas ficam ociosas, sendo assim, entende que o Poder Público tem que colocar a sua estrutura a disposição do cidadão do futuro.

Editorial

No dia 16 de abril de 1999, o Meridional circulava em Arroio Grande pela primeira vez. Já se foram, desde então, quinze anos!
Ao rever os arquivos constatamos a imensa quantidade de informação acumulada nestas páginas, e que ajudaram a retratar as histórias do dia-a-dia da nossa cidade.
São quinze anos de parcerias, de depoimentos, de opiniões, de fatos históricos, de tragédias, de diferentes direções. E, apesar das dificuldades enfrentadas (e não foram somente nossas, da imprensa em geral, como sempre o é aqui no Brasil), temos a satisfação de chegar a esse marco significativo na vida desta empresa. Nestes quinze anos foram 750 edições, que representam o trabalho de muita gente, que transformou o fato ou a opinião em texto, que fotografou, que entrevistou, correu atrás da notícia. Todo esse esforço nos manteve em pé mesmo nas adversidades, nas barreiras, no vento contra. Assim chegamos aos quinze e pretendemos levar adiante este projeto pelo resto de nossas vidas (ainda que alguns torçam o nariz).
E por falar nisso, ainda temos aquela percepção de que aqueles que falam pelas costas e não assinam o nome embaixo do que escrevem, não merecem sequer a nossa consideração, no entanto, é engraçado quando tentam nos “medir pela sua própria régua” e comparam-nos a si próprios. Estamos falando de quem hoje, nos ataca, mas que há poucos meses reclamava dos nossos questionamentos. Infelizmente para esses, o assunto com o qual pretendiam nos intimidar não é exatamente o seu forte: dinheiro e transparência. Apontam-nos hoje como grandes merecedores do dinheiro público, alegam que o secretário ganha nove mil reais (seis de salário e três com o jornal - dizem eles). Quanto ao salário do secretário, qualquer cidadão sabe o quanto ganha e, sim, seis mil reais é um ótimo salário, principalmente para quem vive em uma cidade como a nossa com um custo de vida relativamente baixo. E claro, qualquer dona de casa SABE que com seis mil reais por mês é impossível construir uma mansão no centro da cidade avaliada em MEIO MILHÃO DE REAIS, ou comprar (e manter) cavalos crioulos, ou ainda rechear o campo com gado gordo. Com seis mil mensais, no máximo, dá para comprar ventiladores nos FreeShops. Mas, o que interessa mesmo, para nós aqui do Meridional, é quando falam do nosso ganho e disso, não temos a menor dificuldade em falar e mostrar com transparência. Por isso fizemos um pequeno levantamento COMPARATIVO para que fique bem claro (dados do TCE/RS):
Ano 2010
Jornal “Chapa Branca” da época: ganho no ano: R$9.732,42 (média mensal = R$811,00)
Ano 2011
Jornal “Chapa Branca” da época: ganho no ano: R$13.178,97 (média mensal= R$1.098,00)
Ano: 2012
Jornal “Chapa Branca” da época: ganho no ano: R$15.332,85 (média mensal = R$1.277,00)
Ano 2013
Jornal Meridional ganho no ano: R$7.019,06 (média mensal = R$584,00)
Ano 2014
Jornal Meridional: ganho nos 2 primeiros meses do ano: R$1.161,00 (média mensal R$580,00)
Pois bem, eis os dados. E a partir de hoje, todos os meses, publicaremos o valor que recebemos do poder público referente ao contrato firmado através de processo de licitação no qual fomos vencedores com o menor preço.
    Afinal, não temos vergonha do que ganhamos e divulgar é mera prestação de contas, ao contrário de pessoas que preferem esconder o rosto, o nome, a conta bancária... Somos limpos e livres e por isso estamos fortes no mercado há Quinze anos!

Clic noturno 17 de abril


sexta-feira, 11 de abril de 2014

Sec. De Educação abre Ciclo de Discussões dos Regimentos Escolares

Na quarta-feira dia 02 de abril a Secretaria Municipal de Educação, na pessoa do secretário Professor Leonardo Vieira, deu início ao Ciclo de Discussões dos Regimentos Escolares das Escolas Municipais. O evento reuniu diretores, professores e membros do Conselho Escolar.
Nestes ciclos são tratadas as mudanças, reformulações e adequações das escolas do município ao padrão e realidade nacional visando qualificação e modernização da rede pública municipal de ensino. O secretário destacou a necessidade da reformulação: “A última vez que se abriu espaço para esse tipo de discussão foi no ano de 2002, desde então tivemos avanços significativos em todo Brasil, portanto na minha gestão a pedido do Prefeito Henrique e com os educadores da rede municipal também iremos promover esse avanço em Arroio Grande.

JUSTIÇA ELEITORAL ALERTA SOBRE ALTERAÇÃO DE LOCAIS DE VOTAÇÃO

       O Cartório desta 092ª Zona Eleitoral de Arroio Grande,  ALERTA aos eleitores com domicílio em Arroio Grande sobre a alteração nos seguintes locais de votação:
SEÇÕES 0012, 0032 e 0047 – Prédio do  Clube do Comércio(desativado em razão da interdição do prédio.
Estas seções sofreram alteração de local de votação, como segue:
A SEÇÃO 0012 passou para o SALÃO PAROQUIAL na Rua Herculano de Freitas nº 173, que agora abrigará as SEÇÕES 0012 e 0017 -
As SEÇÕES 0032 E 0047 passou para o PONTO DE CULTURA AXÉ RAÍZES, na Rua Basílio da Conceição 181
Informa ainda que os eleitores destas seções não precisam fazer alterações nos seus Títulos de Eleitor, bastando comparecer no novo local de votação com o Documento  de Identidade e Título de Eleitor no dia do pleito para votar

VEREADOR CASCA SILVA-PP PROPÕE PROJETO DE LEI QUE CRIA VIA DE ACESSO DE SEGURANÇA NA FAIXINHA QUE LIGA O CENTRO AO BAIRRO PROMORAR

              Após reuniões com moradores, que preocupados principalmente com o excesso de velocidade na faixinha que liga o bairro Promorar ao Centro, o vereador propôs na Camara Municipal, projeto de lei que autoriza a colocação de redutores de velocidade e placa de sinalização de velocidade controlada, entre outras possibilidades de contenção de velocidade naquele percurso. Da mesma forma, encaminhou pedido junto a Secretaria de Educação, para avaliar o Projeto de Lei que Cria a Área de Segurança Escolar, proposta pelo vereador como projeto sugestivo, pela importância também de colocar em frente às escolas do município sinalização para controlar a trafegabilidade de veículos, principalmente nos horários de muita movimentação de alunos.
             Para o edil as leis são importantes porque possibilitam a colocação de recursos que viabilizem uma melhor sinalização no local e implementos que tem como objetivo a diminuição de velocidade. O vereador também propôs na reunião ordinária da casa a lei que torna a Colônia de Pescadores de Santa Isabel de utilidade pública, com objetivo de possibilitar a mesma de receber recursos públicos.

Município adquire MINI VAN para atendimento do Bolsa Família.

Foi entregue nesta segunda feira dia 07 de abril a MINI VAN adquirida pela prefeitura para Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Social. Este veículo servirá para o atendimento do público já assistido pelo Bolsa Família e no cadastramento de novas famílias nos projetos sociais realizados pela secretaria, ampliando o atendimento tanto nos bairros como também no interior. O secretário Guto Mendes recebeu com alegria a chave das mãos do prefeito e destacou que o veículo irá ampliar o alcance de suas equipes melhorando e agilizando o atendimento. O prefeito Luiz Henrique Pereira disse que: “ o momento é de trabalhar e hoje nosso secretário da assistência é exemplo de trabalho e dedicação a comunidade em geral e principalmente as pessoas humildes e carentes que precisam de muita atenção”. A secretaria de “Assistência” como é conhecida, realizou no ano de 2013 cerca de 4800 atendimentos, tendo hoje 6075 famílias cadastradas no Bolsa Família sendo que deste total 1869 famílias recebem o beneficio e a SMTHDS ainda distribui cerca de 1400 cestas básicas por mês.Durante a entrega compareceram também os demais secretários e o vice prefeito Drº Ivan Guevara.

Semana de tragédia em Arroio Grande

A cidade por sua natureza pacata, acaba ficando imensamente abalada quando fatos trágicos acontecem. Nesta semana foram duas tragédias que movimentaram os noticiários e redes sociais.
Na tarde de segunda-feira (7) uma menina de oito anos ( Steffany Melo) andava de bicicleta, e após uma queda teve o crânio perfurado e levado às pressas para a cidade de Pelotas.
O fato aconteceu no bairro Vidal, na rua Salvador Soares, próximo da Associação dos Moradores do Bairro, quando imediatamente populares que viram a queda chamaram a viatura do Samu que prestou socorro a menina que estava com o manete introduzido no seu crânio, segundo as  informações apuradas no local, conduzida para o plantão que se deslocou a Pelotas, acompanhado do médico de plantão Dr. Enir Squeff  Filho.
A  conselheira tutelar Luciane Silva e a mãe da menina Marisa Barros também se fizeram  presentes no Pronto Socorro de Pelotas.
Diante da gravidade do  ferimento, um traumatismo encefálico, a menina de oito anos não resistiu e veio a falecer. A família num gesto de solidariedade doou os órgãos que foram recebidos por quatro crianças. A pequena Steffany foi sepultada na chuvosa tarde de tera-feira no cemitério municipal de Arroio Grande.

Artigo

Para que queremos a Hidrovia Brasil-Uruguai
* Catarina Paladini

Há pelo menos dez anos um dos maiores projetos de uso das águas gaúchas como modal de transporte, a Hidrovia Brasil-Uruguai, é discutido exaustivamente. Durante quase um século, o Rio Grande do Sul escoou mais de 80% do que produzia por seus rios e lagos, mas, hoje, no entanto, temos um volume de transporte por rodovias muito elevado, na casa de 85,3%, dado bem acima da média nacional, o que gera um alto custo de manutenção e onera os usuários com uma carga tributária ainda mais elevada.
O projeto apresentado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) destaca a necessidade de construção de portos em Santa Vitória do Palmar e Jaguarão, ambos na Região Sul. Soma-se a estes, o porto de Pelotas, que por sua estrutura e proximidade de Rio Grande é estratégico para escoamento da produção.

Porém, a dúvida está no que vamos transportar. O que teremos para preencher os porões de barcaças ou navios, que em uma viagem carregam o equivalente a 200 caminhões? Sabemos do potencial produtivo dos 22 municípios de nossa região, mas de que forma será viabilizado o escoamento desta produção?

Nós, no RS, temos o privilégio de contarmos com uma das maiores malhas hidroviárias do país, em proporção ao nosso território. Somos detentores de quase 800 quilômetros de canais prontos para a navegação. Neste sentido, o projeto prevê uma hidrovia constituída pelos rios Jacuí e Taquari, Lagoa dos Patos, Lago Guaíba, seguindo pelo Canal de São Gonçalo e Lagoa Mirim, até o Uruguai. São 650 km entre Estrela e Santa Vitória do Palmar. O trecho que compete ao Estado está pronto. Basta termos cargas e destinos e, acima de tudo, mudarmos a nossa cultura de que o transporte deve ser feito apenas pelas estradas.

Nossas hidrovias são consolidadas, mas subutilizadas, fazendo com que nossas estradas, já saturadas, sejam cada vez mais sobrecarregadas. Isso sem falar do investimento, que na manutenção das hidrovias não chega a 10% do que é gasto em rodovias. O projeto da Hidrovia do Mercosul é ambicioso, orçado em R$ 217 milhões, um grande volume de recursos, que não pode ser desperdiçado. Acredito no transporte aquaviário e, principalmente, na integração dos modais. A Hidrovia do Mercosul é muito importante, mas é preciso planejar, para aproveitá-la na sua totalidade.

             * Deputado Estadual (PSB)

Clic Noturno


sexta-feira, 4 de abril de 2014

AG na Rota do Desenvolvimento Obras de asfaltamento repercutem na zona sul

Cumprindo um intenso cronograma de melhorias de infraestrutura urbana, o Governo Municipal transformou a cidade de Arroio Grande num verdadeiro canteiro de obras, sendo grande parte destas realizações com recursos da própria prefeitura.
A primeira medida do atual Prefeito, ao assumir o comando do município em 2013, foi reorganizar as contas públicas, efetuando um verdadeiro Raio X da situação da prefeitura. A surpresa não foi boa. Inúmeros projetos com pendências e irregularidades foram constatados, começando uma corrida contra o tempo para evitar a perda ou devolução de recursos junto às demais esferas governamentais.
-“A mobilização e a competência da equipe de Planejamento foi fundamental para que se colocasse ‘ordem na Casa’. Trabalhamos muito e os resultados foram exitosos e as conquistas coletivas se tornaram realidade”, comentou o Prefeito Henrique.
A situação do município hoje é de plena organização junto aos Governos estadual e federal o que permite participar de programas e projetos voltados ao desenvolvimento local.
Outro aspecto decisivo para a realização de tantas obras de infraestrutura nos bairros e na zona central da cidade foi o fim do desperdício de dinheiro público. No primeiro ano do atual Governo houve uma grande economia, por exemplo, nos gastos com combustíveis.
-“Respeito e transparência com os recursos da prefeitura são determinações do prefeito e que todos no Governo levam ao pé da letra. Foi possível economizar combustível sem perder na qualidade dos serviços prestados à comunidade e essa será uma tônica na Administração Municipal para que, cada vez mais, possam haver investimentos com recursos próprios”, declarou o secretário de Finanças, João Fernando Domingues.
Nas recentes reuniões da Associação dos Prefeitos da Região Sul (AZONASUL) o prefeito arroiograndense tem sido elogiado pela forma como está administrando, principalmente, diante das condições precárias em que recebeu o Executivo Municipal.
Esta semana foram concluídas obras de asfaltamento no Obelisco a Mauá, acesso a Rua Coronel Otávio Esteves, na São Gabriel (Empresa Encopav), e nas proximidades do Instituto Aimone Carriconde (Empresa Dobil).

Nas imagens, algumas autoridades que visitaram as obras de infraestrutura em Arroio Grande. Entre elas, deputados Federais Afonso Hamm e Fernando Marroni; Melina Lemos e Ronaldo Holsen, assessores do deputado Estadual Augusto Lara e o ex-prefeito de Canguçu e atual assessor Parlamentar na Assembléia Legislativa Cassio Motta.




TRANQUILIDADE NA CAMPANHA DE VACINAÇÃO

     Segundo as informações da Secretaria Municipal de Saúde a campanha de vacinação contra o vírus HPV vem ocorrendo com resultados bastante satisfatórios. As escolas já foram visitadas e pelo menos 80% das meninas receberam a 1ª dose da vacina, sendo que uma porcentagem bastante baixa recusou-se a receber o medicamento.
     Quanto aos efeitos pós vacina, as informações são de que não ocorreram casos graves, a não ser mal estar considerado reação normal. A vacinação estende-se até o dia 10 de abril, e quem pretende fazê-la poderá procurar a Policlínica II.

Regularização dos Taxis Município busca adequação em lei nacional

      O Chefe do Departamento de Trânsito Municipal Marcos Andreuchetti participou do Programa Entrevista do Dia, Jorge Américo, na rádio Difusora e falou sobre o projeto de licitação para adequação da frota de táxis de Arroio Grande.
       Desde março de 2013, a Prefeitura Municipal vem trabalhando com objetivo da renovação do sistema de funcionamento dos táxis no município, de acordo com a Lei Municipal 2.709/2013, aprovada no mês de dezembro pela Câmara de Vereadores, e em concordância com a Lei Federal 866, que normatiza o funcionamento e a prestação de serviço de táxis no Brasil.
      Para adequar-se a nova lei municipal e participar da licitação, o taxista tem que comprovar a utilização do carro-táxi há pelo menos 10 anos. O procedimento é dirigir-se até a Prefeitura Municipal e retirar uma ficha de responsabilidade, onde o taxista deve preencher, estando ciente do regulamento da licitação, e entregar no mesmo setor juntamente com a documentação do carro que deverá estar em seu nome. Após a documentação entregue e analisada, o taxista terá o prazo de 30 dias para se ajustar na nova lei.
     Para participar da licitação, diversos pontos serão analisados, como o tempo de carteira de motorista, sem multas ou infrações registradas, tempo de serviço prestado na área e, também, a conduta idônea do taxista. O melhor pontuado terá o direito de escolher seu ponto de trabalho na cidade.

Programa de Fomento à Inclusão -Comitê Gestor define as 40 famílias beneficiadas no município

   Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira, 2, na secretaria municipal de Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, o Comitê Gestor do Programa de Fomento à Inclusão Social e Produtiva Rural definiu as 40 famílias que serão beneficiadas em Arroio Grande.
O programa faz parte do Plano Brasil Sem Miséria, do Governo Federal, e é complementado pelo RS Mais Igual, do Governo do Estado, objetivando a erradicação da pobreza extrema.
     
As 40 famílias selecionadas pelo Comitê Gestor local, receberão assistência técnica e social da Emater/RS-Ascar. A Instituição também é responsável pela elaboração de um projeto técnico produtivo e fará o acompanhamento para o desenvolvimento do mesmo. O valor do recurso é de R$ 2,4 mil, a ser pago às famílias em três parcelas.
       Cada município conta no Comitê com a participação de órgãos, entidades e repartições, como Secretaria de Desenvolvimento Rural, Secretaria de Ação Social, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Conselhos de Assistência Social, Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Habitação e representantes de Comunidades Quilombolas, Pescadores e Agricultores Familiares.